RSS Feed

sábado, 10 de janeiro de 2009

Invasão




O som invade pela janela, o silêncio de um tarde. Choros atordoam os maradores. Risadas altíssimas fuzilam os ouvidos e a mente de quem dorme. Uma poluição sonora, ameaçava o "colorido" da rua e a casa de quem dormia.

3 comentários:

ana celia disse...

as vezes a interrupção de um sentido acaba com os demais...
"Uma poluição sonora, ameaçava o "colorido" da rua e a casa de quem dormia."

adorei....

Natiih disse...

Adorei o texto *-*
beeijos.

Verônica disse...

Não sabia lidar com os meus problemas não, e acertou quando falou em imatura, mas nem eu pensei que existia dentro de mim uma coisa tão forte para "recomeçar"...
Lindo texto, as vezes um barulho alto, não nos deixa escutar uma bela canção tocando baixinho no rádio.
beijos e ótima semana...

Postar um comentário